Apoio:


terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Primeira etapa concluída!

Expedição Foz, Estrada Real e Belo Horizonte

Parte 6

Agora faltam apenas mais cinco etapas. A primeira foi finalizada com sucesso. Estamos em Limeira, interior paulista, onde passamos para encontrar o Estêvão que integra a equipe para percorrer a Estrada Real.
.
Antes de chegarmos na casa do companheiro, saimos de Bauru na segunda (18/01), conforme, havíamos planejado. O fim de semana na casa dos meus tios foi excelente, além de toda hospitalidade, conseguimos limpar a bagagem que estava suja em razão dos dias de chuva que pegamos na estrada, principalmente, no Paraná. Minha avó, que mora em outra cidade do estado, aproveitou minha visita e foi me ver. Um clima muito bom.


La Victoria limpa após uma lavagem merecida


Tia e avó, grande e esperado reencontro.
.
Logo nos primeiros quilômetros na saída de Bauru nota-se a melhora na rodovia, nem parece a mesma SP 225 de 40 km's antes, onde o trecho é marcado pela falta de acostamento e do perigo eminente de acidente. A estrada agora é caracterizada pela duplicação e o bom estado de conversação, inclusive, o acostamento.


SP 225 região de Brotas/SP. Estrada em perfeitas condições.
.
O trajeto é um sobe e desce tranquilo, a velocidade média aumentou no dia. Mas tínhamos a pretensão de chegar em Limeira no mesmo dia, fazendo uma distância de mais de 200 km,s. A princípio me pareceu possível. Mas como forcei bastante nos primeiros 100 km, assim que entrei na rodovia SP 310, faltando quase 70 km's pra chegar em Limeira, a canseira bateu e resolvemos ficar num posto para continuarmos a viagem hoje (19/01) pela manhã. Em contato com o Estêvão, acertamos de nos encontrar em Cordeirópolis, cerca de 20 km's de sua casa. Logo que chegamos no local combinado o camarada apareceu em seguida e nos guiou até a residência de sua família. Por volta das 10 horas da manhã estávamos finalizando o dia com 60 km's pedalados, aproveitando para descansar e seguir amanhã pra Igaratá/SP.


Chegada na casa do Estevão em Limeira


Eu, Guilherme e Estevão, preparados para seguir viagem.
.
No trecho entre Bauru e Limeira, além da ótima estrada, vale ressaltar a região de Brotas, caracterizada pela plantação de Laranja. Por um bom trecho, foi perceptível o cultivo da fruta, que a beira a estrada, não ficou salva das mãos do Guilherme, que aproveitou para se refrescar com algumas laranjas. Isso porque o calor foi muito forte. Pela primeira vez em toda a viagem, pegamos a temperatura elevada. Talvez esse tenha sido um fator essencial para meu desgaste físico no final do dia.
.
Uma outra observação é válida para os postos de parada. Em uma longa distância na SP 225 entre Jaú e o término da rodovia na Washingtons Luís (SP 310), tem apenas um posto de combustível, onde almoçamos, alguns quilômetros antes de Brotas. Minha salvação para abastecimento de água, foi uma oficina à beira da estrada e logo a frente onde havia uma barraca vendendo suco de laranja à vontade por apenas dois reais. Claro, parei e consegui tomar quatro copos. A laranja é proveniente da região, por isso o baixo custo.


Cultivo de laranja na região de Brotas


Placa após o restaurante onde almoçamos, seriam mais de 70 km com poucas opções para achar água.
.
Então foi isso, muito calor, estrada excelente, um sobe e desce moderado e ausência de postos. A parada para pernoitar no Posto da Fonte, já na W. Luís. Uma noite nada boa em razão do barulho dos caminhões que não eram poucos. Mas chegamos em Limeira, onde almoçamos, conhecemos a família hospitaleira do Estêvão e estamos preparados para seguir amanhã cedo. Agora chove, mas espero que o tempo esteja melhor na hora da partida.


.
Postarei algumas fotos, a maioria já está no orkut.
.
Hasta!

Parte 5 << >> Parte 7

Nenhum comentário:

Postar um comentário