Apoio:


quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Em Foz do Iguaçu: Entrevistas e novos planos.

Expedição Foz, Estrada Real e Belo Horizonte

Parte 12

Buenas camaradas.

Cheguei em Foz do Iguaçu/PR, dia 11 de fevereiro, data em que completei um mês na estrada. O retorno foi demorado, foram 32 horas de ônibus na linha Belo Horizonte x Foz do Iguaçu, pela empresa Pluma. Comprei a passagem pela internet e fiquei na esperança de não me cobrarem taxa extra pelo transporte da bicicleta, como algumas empresas costumam fazer. O Hercílio que me hospedou em sua casa me acompanhou no pedal até a rodoviária da capital mineira. Chegamos quase em cima da hora, deu tempo apenas de desmontar a bicicleta, coloca-la dentro da barraca (mala-bike) e depois despachar para o bagageiro do ônibus e rapidamente agradecer ao camarada mineiro pela hospitalidade.

A viagem foi tranquila, tivemos um atraso em razão do acidente de um outro ônibus da Pluma que fazia a linha São Paulo x Marechal Rondon, na ocasião o ônibus bateu na traseira de um caminhão, isso de madrugada na região de Ourinhos/SP, como estávamos logo atrás, o motorista parou para acompanhar o atendimento aos passageiros e posteriormente embarcar alguns deles nas poltronas que haviam vagas no veículo que estava. O motorista do ônibus envolvido teve ferimentos mais graves, ficou preso nas ferragens, enquanto alguns passageiros foram levados ao hospital mais próximo. Por sorte nada mais grave.

Mas esse incidente fez o ônibus chegar em Foz às 15h:15m, quando a previsão de chegada era as 10 horas da manhã. Mas eu estava tranquilo e não foi nenhum absurdo ficar esse tempo sentado pra quem passa horas e mais horas pedalando. Na rodoviária de Foz, esqueci as varetas da barraca no desembarque, quando voltei, não encontrei mais nada, infelizmente.

Em casa aproveitei pra descansar, matar a saudade da minha pequena grande família e também para fazer uma limpeza geral na bicicleta. Somente essa semana que coloquei as fotos no computador, particularmente, um grande acervo histórico.

Escrevi um artigo comentando sobre as minhas viagens de bike, incluindo essa pela Estrada Real e mandei para alguns jornais do Paraná e para duas emissoras de TV. Essa semana a RPC - TV Cataratas, afiliada da Rede Globo entrou em contato e marcou a entrevista que aconteceu hoje de manhã na minha casa. Foi uma experiência diferente, primeira vez que participo de uma reportagem para falar sobre o cicloturismo. Meu objetivo, quando escrevi o texto era mostrar que, se existe a possibilidade de viajar com a bicicleta, porque não usa-la no cotidiano para diversas finalidades. Se consegui expressar essa mensagem eu não sei. Mas tá gravado, em alguns dias deve ir ao ar. Um site de notícias aqui da cidade também se interessou em realizar uma matéria e já agendou entrevista.

No mais, a viagem se tornou a mais longa de todas, com a visita à cidade de Sabará/MG, próxima a capital, completei 2.437 km's, em 30 dias na estrada, contando os dias parado em determinadas cidades. Em questão de quilômetragem foram 17 a mais do que a viagem para o Chile. Mas estou muito feliz e satisfeito por mais essa expedição, que por ora, está temporariamente finalizada. Em alguns meses estou seguindo para Machu Picchu no Peru, dessa vez, sozinho, saindo de Foz do Iguaçu em direção à Corumbá e posteriormente Bolívia e Peru, o roteiro nesses países continua o mesmo estabelecido anteriormente, o que muda é o trajeto para Corumbá, que será realizado através de Guaíra/PR e Mundo Novo/MS. Enquanto isso vou continuar treinando e aproveitar para finalizar minha monografia.

É isso ai pessoal. Qualquer dúvida basta entrar em contato.

Hasta!

<< Parte 11

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Foz do Iguaçu/PR a Belo Horizonte/MG - 2.393 km's

Expedição Foz, Estrada Real e Belo Horizonte

Parte 11


Belo Horizonte/MG

Buenas camaradas.

Cheguei hoje, 07/02/10, em Belo Horizonte, capital mineira, como havia informado, meu destino final temporário. Saí por volta das 08:30 de Ouro Preto/MG onde me despedi da galera, meus companheiros de viagem Guilherme e Estêvão que também seguiram hoje para a Estrada Real, agora no Caminho dos Diamantes em direção à Diamantina. Também agradeci ao camarada Philip pela hospitalidade dos três dias em sua casa, na verdade, a República DNA, onde conhecemos alguns dos moradores.

O percurso até BH foi tranqüilo, dois trechos de subida mais forte, entre eles, 10 km's de serra na região de Itabirito. Fisica e psicologicamente bem, passei por esses caminhos sem dificuldade e continuei a jornada, apenas poucas paradas para comer bolacha, pegar água, tirar algumas fotos e tomar um caldo de cana, afinal eu não tinha a pretensão de almoçar na estrada. A capital estava cada vez mais próxima.

Na sexta-feira passada entrei em contato com Hercilio da comunidade Cicloturismo (orkut), onde o mesmo postou no tópico Hospitalidade, auxílio aos cicloturistas que estejam de passagem pela cidade. Conversando com o camarada, fui informado que poderia, sem problemas, ficar em sua casa. Assim, me passou endereço, telefone e referências para nos encontrarmos. Combinamos no Quartel da Polícia Militar.

Depois de pedalar aproximadamente 30 km's na BR-040 estava por volta das 14:30 comunicando minha presença na frente do local combinado. Não demorou muito e o Hercílio, que até então, eu não conhecia, chegou e nos direcionamos à sua residência, de onde estou atualizando o blog. Foram pedalados 112 km's no dia. A recepção da família do Hercílio não poderia ser melhor. Ficarei até quarta-feira, quando pego o ônibus de volta à Foz do Iguaçu.

Até o prezado momento o velocímetro marca, exatos; 2.393 km's. Quase um mês na estrada, percorrendo quatro estados, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, incluindo o Caminho Velho da Estrada Real, de Paraty/RJ à Ouro Preto/MG. Muitas paisagens, histórias, aprendizados e humanização nos personagens que encontramos pelo caminho.

Agradeço à todos que desejaram uma boa viagem e me apoiaram.

Aviso que a Expedição não terminou, continuará após minha defesa da monografia. Destino; Machu Picchu no Peru.

Um abraço a todos.

Hasta!

Parte 10 << >> Parte 12

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Direção: Belo Horizonte/MG

Expedição Foz, Estrada Real e Belo Horizonte

Parte 10

Últimas mudanças:


Pois é galera, algumas modificações na expedição. Decidi concluir a Estrada Real aqui em Ouro Preto/MG (Caminho Velho), não seguirei para Diamantina pelo Caminho dos Diamantes, um trajeto aparentemente com muitas histórias, culturas e paisagens interessantes, extremamente rico em sua fauna e flora, mas por enquanto, o trecho percorrido já valeu, foi um aprendizado e tanto, tive a oportunidade de conhecer um pouco melhor a história do Brasil, o cotidiano do povo paulista, fluminense e, sobretudo, mineiro, do meio urbano e rural.

Agora fico alguns dias em Ouro Preto e sigo pedalando para a capital mineira, Belo Horizonte, onde finalizo temporariamente a Expedição: Foz, Estrada Real e Machu Picchu. Por alguns motivos; A cidade de Machu Picchu no Peru que está interditada em razão das fortes chuvas que destruíram parte do acesso à trilha inca. Segundo, soube durante a viagem que meu orientador da monografia está saindo da universidade, ou seja, vou ter que voltar e procurar alguém disposto a tal função, sem demorar muito tempo, pois existe um prazo para indicação. Então, procurando ser sensato, faço uma pausa por enquanto, sem antes chegar em BH.

Mas em poucos meses retomo a viagem, só o tempo necessário pra me formar. Estou tranquilo, chegar até aqui foi mais uma vitória.

Estêvão e o Guilherme seguem para Diamantina.

Em Belo Horizonte, mando mais notícias.

Hasta!

Parte 9 << >> Parte 11

Estrada Real: Paraty a Ouro Preto - Caminho Velho.

Expedição Foz, Estrada Real e Belo Horizonte

Parte 9

Buenas camaradas, finalmente o Caminho Velho da Estrada Real foi concluído. Apesar de todas as dificuldades, principalmente de relevo, estado da estrada, falta de sinalização e desgaste físico, chegamos a cidade de Ouro Preto. Estamos na casa do Philip, um amigo cicloturista que veio nos acompanhando desde São João del Rei.

Até agora foram 2.281 km's percorridos desde a saída em Foz do Iguaçu/PR. Ontem foi o primeiro dia que pedalei sozinho. Visando o objetivo inicial de fazer o trajeto original da Estrada Real, que por sua vez é em estrada de terra, fui o único a optar em seguir esse caminho. A galera resolveu ir pelo asfalto, consequentemente chegaram mais cedo. No final das contas, acabei pegando um trecho de rodovia pela falta de sinalização na Estrada Real, sem totem de indicação. e no escuro, não tinha muita alternativa. Mas cheguei no destino final do Caminho Velho.

Agora é conhecer a cidade histórica, museus, igrejas e caminhar pelas ruas de Ouro Preto. Sem falar na limpeza da bicicleta e das roupas.

As fotos estão todas no orkut.



Marco da Estrada Real em Ouro Preto indicando o término do Caminho Velho


Museu da Inconfidência

Praça Tiradentes


Philip e eu no centro histórico de Ouro Preto


Igreja Matriz N. S do Pilar


Centro Histórico


Pico Itacolomi

Igreja São Francisco de Assis

Parte 8 << >> Parte 10